segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Público faz fila para assistir Leandro Hassum em Queimados

Ingressos acabaram nas primeiras horas da manhã de hoje


Texto: Dine Estela | Fotos: Luiz Ambrosio

Uma mesa e um microfone nas mãos de Leandro Hassum são suficientes para levar o público ao riso. O Espetáculo Lente de Aumento fecha o 6º Festival de teatro de Queimados no próximo sábado, 27, às 19h, no Ginásio Municipal de Queimados com expectativa de público de 3.500 pessoas, lotação máxima do espaço. Até às 11h da manhã desta segunda-feira, 22, mais de 1.500 ingressos já haviam sido retirados na Secretaria Municipal De Cultura. O Ginásio Municipal fica à Avenida Marinho Hemetério de Oliveira, s/n, Vila Pacaembu, anexo ao teatro municipal. A Entrada é franca e a classificação é 16 anos. Além do “standup Comedy”, mais 13 apresentações encerram a última semana no evento.  Estão sendo distribuídos apenas dois ingressos por pessoa nas secretarias de Cultura (Rua Hernani, 372, bairro N.ª S.ª Fátima) e de Educação (Rua Hortência, 06, junto à Praça dos Eucaliptos).

Lente de Aumento lança um olhar curioso sobre as pequenas coisas da vida que estão à nossa volta e que nunca tivemos oportunidade ou paciência para analisar. A identificação do público com as situações do dia-a-dia é a matéria prima para que Leandro Hassum cative o público e chegue ao seu produto final: Risadas! Envolvente, carismático e com a sua reconhecida capacidade de improvisação, Leandro Hassum interage em vários momentos com a plateia convidando todos a refletir sobre como pode ser ilógico aquilo a que chamamos de cotidiano.

Mais de 10 mil espectadores até agora

Com 33 peças e mais de 40 apresentações gratuitas no teatro e praças da cidade, o 6º Festival de Teatro de Queimados já recebeu mais de 10 mil expectadores em apenas 15 dias de apresentações, tendo como público máximo até o momento o musical “Favela” do grupo Prama Comunicações, no último sábado 20, no Ginásio Municipal.

Leandro Santanna, um dos atores principais do musical e diretor de teatro da Secretaria Municipal de Cultura, comemora o sucesso do evento. “Tivemos casa cheia, assim como todos os outros espetáculos apresentados no teatro, isso denota a qualidade do evento que tem aumentado a cada ano. Temos muito a agradecer aos patrocinadores e principalmente ao prefeito Max Lemos que nos deu carta branca para tocar o projeto”, observou Leandro.





Programação da última semana de teatro em Queimados
Terça - 23/09
Peça: O Mestre da Imaginação
O texto nos fala da divertida história de um jovem mestre de magia que, por acordar atrasado e perder a sua aula inaugural, invade as pressas o famoso Laboratório dos Professores do Saber. E, uma vez lá, ele descobre que todos desapareceram. A partir de então ele precisa descobrir o que aconteceu com a Professora Alegria, Com a Professora Histórias das Memórias, com o Professor Tabuada e com o Professor Prudêncio, o mestre dos Mestres. Ao perceber um bilhete próximo a Janela das Respostas e encontrar a Varinha da Poder, o jovem aprendiz descobre que a Máquina de Magia do Mundo, aquela que produz as invisíveis Bolinhas de Criatividade, foi roubada. Sendo assim, ele se vê obrigado a subir no Tapete Busão Voador e recuperar o que nunca poderia ser perdido: os sonhos infantis. A sua busca é embasada pela alegria e pelo conhecimento. Uma divertida aventura de tirar o folego!
Grupo: O sopro do ator
Classificação: livre
Horário: 9h e 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)


Quarta - 24/09
Peça: S.O.S Terra
Yuri é um menino que vive no campo.
Um dia ele se depara com uma turma de destruidores da natureza, que pretende acabar com a floresta para a construção de uma fábrica de pesticidas, que poluirá todo o meio ambiente, incluindo os rios próximos.
Esta turma de extravagantes personagens inclui um caçador, um lenhador, um fiscal e um empresário.
Com a ajuda involuntária de vários animais da floresta, o menino acaba sem querer, ao menos provisoriamente, impedindo que o plano dos vilões seja levado adiante.
Convidado por seu tio, o Professor Palhares, para conhecer seu laboratório, Yuri parte para a cidade. O seu tio lhe apresenta então uma série de invenções com o objetivo de preservar o meio ambiente e conscientizar as pessoas a fazerem o mesmo. Dentre estas invenções, podemos destacar o Robô, que ensina várias coisas ao menino.
O espetáculo tenta conscientizar as pessoas de que o Planeta Terra precisa ser salvo.
E isso só é possível com a ajuda e o envolvimento de todos, através de pequenos gestos no nosso dia a dia, numa mudança de hábito coletiva em que todas às pessoas trabalhem em prol de um mundo melhor.
Grupo: Robson Colonni
Classificação: livre
Horário: 9h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quarta - 24/09
Peça: Contos e Causos da Pedra do Sal
Um Policial chamado Bispo, com serviços prestados até mesmo a Presidência da República, leva-nos a descobrir uma teia de informações que se articula a partir do espaço HISTÓRICO da Pedra do Sal, com desdobramentos na política regional, nacional e internacional,  evidenciando a importância do Protagonismo afrodescendente na história do Brasil.
Uma mistura de teatro, percussão artística e história inspirada da estética e dinâmica Griot, para contar histórias (verdadeiras e ficção), que partem da Pedra do Sal, com ponto geopolíticosocial, deixando ramificações na Baixada Fluminense que remontam essa herança do negro na história do Brasil, contribuindo para a construção e fortaleciomento da auto estima, além de resgatar fatos e lugares no Rio de Janeiro onde se cosolidou a presença da comunidade afro brasileira, no séulo XIX.
Grupo: Macedo Griôt
Classificação: 16 anos
Horário: 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quarta - 24/09
Peça: Sob o signo de Vênus
Sob o Signo de Vênus é um espetáculo teatral que culmina em diversas plataformas artísticas, cujo objetivo principal é pensar, discutir e valorizar os aspectos sociais, políticos, artísticos e filosóficos da figura feminina no mundo. O espetáculo é oriundo de uma pesquisa cênica com referências femininas do universo dramatúrgico mundial: De Antígona a Senhora Carrar. Figuras históricas como Pagu, Frida, Safo, entre outras. Poetisas e escritoras que vão de Simone de Beauvoir a Renata Pallottini. Mulheres de grande renome nacional e internacional, mas também mulheres desconhecidas, simples e aparentemente banais.
Grupo: Serragem – Investigação Cênica
Classificação: 12 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quinta - 25/09
Peça: Pingo e Gota – O amor através das águas
Pingo e Gota são perdidamente apaixonados um pelo outro, mas ás suas famílias não se dão muito bem, S.r. Hidrogênio e Sra. Oxigênio vivem em constante desentendimento,  Petrolino o Mensageiro do Reino das águas Cristalinas, tenta casar com Gota e destruir toda a água do planeta, Mas a Deusa H2O o desmascara e mostra a todos a importância da água para o ser humano.
Este espetáculo traz a mensagem de conscientização, numa didática bastante divertida.
Grupo: Fanfarra Produções
Classificação: livre
Horário: 9h e 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quinta - 25/09
Peça: Construção
A peça se passa em um local e tempo não definidos, narra o cotidiano de pessoas da classe baixa, onde a luta pela sobrevivência traz conflitos no lar. Algumas dessas pessoas conseguem um emprego em uma construtora recém chegada no local. Surge uma esperança de dias melhores. Chico, personagem central, é o Carpinteiro que vive isolado em seu “mundo” com uma garrafa de bebida e ouve vozes. Porém Chico percebe que a mais valia é muito intensa dentro desse universo de trabalho, existe no local uma ditadura imposta, e Chico, trava uma luta contra essa ditadura. Chico descobre uma fraude, na tentativa de avisar aos colegas de trabalho é tido como louco e alcoólatra; é torturado e morto.
Grupo: Cia Atores da Fábrica
Classificação: 14 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sexta - 26/09
Peça: Zu e Mulato
Zuzu e Mulato são um casal de namorados do nordeste do Brasil.
Apaixonados e entregues, o casal protagoniza um texto leve e dinâmico que através da linguagem fala de amor, interpretação, casamento, sexo e gramática.
Zu e Mulato – A Gramática do Amor nos leva ao universo imaginado dos apaixonados, trazendo o olhar romântico e desajeitado do amor calouro.
O amor e o calor das personagens Zu e Mulato, diverte e encanta em uma verdadeira comédia romântica cordelista.
Grupo: Trupequin
Classificação: 12 anos
Horário: 9 e 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sexta - 26/09
Peça: Novelas
Concentra, em 1 hora e meia de humor e música, reviravoltas e peripécias que caberiam nos 180 capítulos de uma épica telenovela brasileira.
A trama se desenvolve através de 15 temas musicais inesquecíveis de todas as décadas, cantados e tocados ao vivo.
Com um olhar divertido sobre a essência de melodrama e folhetim que há em toda novela, o musical narra a saga de uma “Helena”, jovem acusada de matar o próprio pai.
Injustiçada, foge para a Índia e volta, anos depois, para um acerto de contas
Grupo: As sadomasoquistas
Classificação: 12 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sábado - 27/09
Peça: Tremelicando
Um espetáculo de circo-teatro de rua estrelado pelos palhaços Currupita e Café Pequeno, que apresentam um roteiro de números excêntricos musicais, onde objetos comuns como bombas de bicicleta, sinos, latas, moedas, buzinas e guizos são transformados em instrumentos musicais inusitados, resgatados através de uma pesquisa sobre a vida e obra dos palhaços Treme-Treme e Corrupita. A figura tradicional do homem dos sete instrumentos, artista que toca vários instrumentos simultaneamente, é trazida ao picadeiro através dos atores.
Grupo: Oficina
Classificação: livre
Horário: 11h
Local: Entrada do condomínio do bairro Valdariosa (Local sem confirmação)

Sábado - 27/09
Peça: Lente de Aumento
Lança um olhar curioso sobre as pequenas coisas da vida que estão à nossa volta e que nunca tivemos oportunidade ou paciência para analisar. A identificação do público com as situações do dia-a-dia é a matéria prima para que Leandro Hassum cative o público e chegue ao seu produto final: Risadas!
Envolvente, carismático e com a sua reconhecida capacidade de improvisação, Leandro Hassum interage em vários momentos com a plateia convidando todos a refletir sobre como pode ser ilógico aquilo a que chamamos de cotidiano.
Lente de Aumento dura aproximadamente 45 minutos.
LENTE DE AUMENTO tem o formato de stand-up comedy, onde Leandro Hassum com uma mesa e um microfone são os ingredientes principais para levar o público ao riso.
Grupo: Leandro Hassum
Classificação: livre
Horário: 19h
Local: Ginásio da Escola Municipal Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)
texto: Dine Estela
Fotos: Luiz Ambrosio
Assessoria de imprensa | PMQ
2665-1269/3778-7503/
Secretário; Ailton Tinho 9 6415-7091

Ebulição cultural em Queimados

Final de semana agitado com apresentações culturais todos os dias

Texto: Dine Estela | Fotos: Luiz Ambrosio

O 6º Festival de Teatro de Queimados agitou a cidade neste final de semana. Já na sexta-feira (19), o início foi com o charme e irreverência de do espetáculo “Lola, Lá Fabulosa”. Logo após, foi a vez da dança de rua, com direito a batalhas de MC’s, disputa de Hip Hop e grafitagem, na Praça Armando Ferrão, oferecidas pelo projeto “Batidas e Rimas”. No domingo, uma homenagem a Clara Nunes, um dos ícones da musica popular brasileira, emocionou o público presente no Teatro Municipal. O musical “Favela”, da Prama Comunicação, lotou o Ginásio Municipal no sábado com mais de 3.500 mil pessoas, sendo o espetáculo com maior público do festival até o momento. O evento entra na sua última semana, sendo considerado pelos críticos da área como o maior evento cultural da Baixada Fluminense.

Segundo o secretário de cultura, Marcelo Lessa, este tem sido um evento muito bem frequentado, não somente pelos moradores da cidade, mas de toda a região. “Estamos recebendo pessoas de várias partes do Estado, o que nos deixa muito felizes. Todos os espetáculos tiveram lotação esgota, demonstrando que o público tem tempo para se divertir, só falta oportunidade”, destacou Lessa.
A última semana de festival começa nesta terça, 23, às 9h e 15h com a peça “O mestre da imaginação” do grupo O sopro do ator, no Teatro Municipal Marlice Margarida Ferreira da Cunha (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, s/n, Vila Pacaembu). O texto fala da divertida história de um jovem mestre de magia que, por acordar atrasado e perder a sua aula inaugural, invade as pressas o famoso Laboratório dos Professores do Saber. E, uma vez lá, ele descobre que todos desapareceram. A partir de então ele precisa descobrir o que aconteceu com a Professora Alegria, com a professora Histórias das Memórias, com o professor Tabuada e com op Prudêncio, o Mestre dos Mestres. Sendo assim, ele se vê obrigado a subir no Tapete Busão Voador e recuperar o que nunca poderia ser perdido: os sonhos infantis.

Programação da semana
Quarta - 24/09
Peça: S.O.S Terra
Yuri é um menino que vive no campo.
Um dia ele se depara com uma turma de destruidores da natureza, que pretende acabar com a floresta para a construção de uma fábrica de pesticidas, que poluirá todo o meio ambiente, incluindo os rios próximos. Esta turma de extravagantes personagens inclui um caçador, um lenhador, um fiscal e um empresário. Com a ajuda involuntária de vários animais da floresta, o menino acaba sem querer, ao menos provisoriamente, impedindo que o plano dos vilões seja levado adiante. Convidado por seu tio, o Professor Palhares, para conhecer seu laboratório, Yuri parte para a cidade. O seu tio lhe apresenta então uma série de invenções com o objetivo de preservar o meio ambiente e conscientizar as pessoas a fazerem o mesmo. Dentre estas invenções, podemos destacar o Robô, que ensina várias coisas ao menino. O espetáculo tenta conscientizar as pessoas de que o Planeta Terra precisa ser salvo. E isso só é possível com a ajuda e o envolvimento de todos, através de pequenos gestos no nosso dia a dia, numa mudança de hábito coletiva em que todas às pessoas trabalhem em prol de um mundo melhor.
Grupo: Robson Colonni
Classificação: livre
Horário: 9h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quarta - 24/09
Peça: Contos e Causos da Pedra do Sal
Um Policial chamado Bispo, com serviços prestados até mesmo a Presidência da República, leva-nos a descobrir uma teia de informações que se articula a partir do espaço HISTÓRICO da Pedra do Sal, com desdobramentos na política regional, nacional e internacional,  evidenciando a importância do Protagonismo afrodescendente na história do Brasil. Uma mistura de teatro, percussão artística e história inspirada da estética e dinâmica Griot, para contar histórias (verdadeiras e ficção), que partem da Pedra do Sal, com ponto geopolíticosocial, deixando ramificações na Baixada Fluminense que remontam essa herança do negro na história do Brasil, contribuindo para a construção e fortaleciomento da auto estima, além de resgatar fatos e lugares no Rio de Janeiro onde se cosolidou a presença da comunidade afro brasileira, no séulo XIX.
Grupo: Macedo Griôt
Classificação: 16 anos
Horário: 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quarta - 24/09
Peça: Sob o signo de Vênus
Sob o Signo de Vênus é um espetáculo teatral que culmina em diversas plataformas artísticas, cujo objetivo principal é pensar, discutir e valorizar os aspectos sociais, políticos, artísticos e filosóficos da figura feminina no mundo. O espetáculo é oriundo de uma pesquisa cênica com referências femininas do universo dramatúrgico mundial: De Antígona a Senhora Carrar. Figuras históricas como Pagu, Frida, Safo, entre outras. Poetisas e escritoras que vão de Simone de Beauvoir a Renata Pallottini. Mulheres de grande renome nacional e internacional, mas também mulheres desconhecidas, simples e aparentemente banais.
Grupo: Serragem – Investigação Cênica
Classificação: 12 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quinta - 25/09
Peça: Pingo e Gota – O amor através das águas
Pingo e Gota são perdidamente apaixonados um pelo outro, mas ás suas famílias não se dão muito bem, S.r. Hidrogênio e Sra. Oxigênio vivem em constante desentendimento,  Petrolino o Mensageiro do Reino das águas Cristalinas, tenta casar com Gota e destruir toda a água do planeta, Mas a Deusa H2O o desmascara e mostra a todos a importância da água para o ser humano. Este espetáculo traz a mensagem de conscientização, numa didática bastante divertida.
Grupo: Fanfarra Produções
Classificação: livre
Horário: 9h e 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quinta - 25/09
Peça: Construção
A peça se passa em um local e tempo não definidos, narra o cotidiano de pessoas da classe baixa, onde a luta pela sobrevivência traz conflitos no lar. Algumas dessas pessoas conseguem um emprego em uma construtora recém chegada no local. Surge uma esperança de dias melhores. Chico, personagem central, é o Carpinteiro que vive isolado em seu “mundo” com uma garrafa de bebida e ouve vozes. Porém Chico percebe que a mais valia é muito intensa dentro desse universo de trabalho, existe no local uma ditadura imposta, e Chico, trava uma luta contra essa ditadura. Chico descobre uma fraude, na tentativa de avisar aos colegas de trabalho é tido como louco e alcoólatra; é torturado e morto.
Grupo: Cia Atores da Fábrica
Classificação: 14 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sexta - 26/09
Peça: Zu e Mulato
Zuzu e Mulato são um casal de namorados do nordeste do Brasil. Apaixonados e entregues, o casal protagoniza um texto leve e dinâmico que através da linguagem fala de amor, interpretação, casamento, sexo e gramática. Zu e Mulato – A Gramática do Amor nos leva ao universo imaginado dos apaixonados, trazendo o olhar romântico e desajeitado do amor calouro. O amor e o calor das personagens Zu e Mulato, diverte e encanta em uma verdadeira comédia romântica cordelista.
Grupo: Trupequin
Classificação: 12 anos
Horário: 9 e 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sexta - 26/09
Peça: Novelas
Concentra, em 1 hora e meia de humor e música, reviravoltas e peripécias que caberiam nos 180 capítulos de uma épica telenovela brasileira. A trama se desenvolve através de 15 temas musicais inesquecíveis de todas as décadas, cantados e tocados ao vivo. Com um olhar divertido sobre a essência de melodrama e folhetim que há em toda novela, o musical narra a saga de uma “Helena”, jovem acusada de matar o próprio pai. Injustiçada, foge para a Índia e volta, anos depois, para um acerto de contas
Grupo: As sadomasoquistas
Classificação: 12 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sábado - 27/09
Peça: Tremelicando
Um espetáculo de circo-teatro de rua estrelado pelos palhaços Currupita e Café Pequeno, que apresentam um roteiro de números excêntricos musicais, onde objetos comuns como bombas de bicicleta, sinos, latas, moedas, buzinas e guizos são transformados em instrumentos musicais inusitados, resgatados através de uma pesquisa sobre a vida e obra dos palhaços Treme-Treme e Corrupita. A figura tradicional do homem dos sete instrumentos, artista que toca vários instrumentos simultaneamente, é trazida ao picadeiro através dos atores.
Grupo: Oficina
Classificação: livre
Horário: 11h
Local: Entrada do condomínio do bairro Valdariosa (Local sem confirmação)

Sábado - 27/09
Peça: Lente de Aumento
Lança um olhar curioso sobre as pequenas coisas da vida que estão à nossa volta e que nunca tivemos oportunidade ou paciência para analisar. A identificação do público com as situações do dia-a-dia é a matéria prima para que Leandro Hassum cative o público e chegue ao seu produto final: Risadas!
Envolvente, carismático e com a sua reconhecida capacidade de improvisação, Leandro Hassum interage em vários momentos com a plateia convidando todos a refletir sobre como pode ser ilógico aquilo a que chamamos de cotidiano. Lente de Aumento dura aproximadamente 45 minutos. LENTE DE AUMENTO tem o formato de stand-up comedy, onde Leandro Hassum com uma mesa e um microfone são os ingredientes principais para levar o público ao riso.
Grupo: Leandro Hassum
Classificação: livre
Horário: 19h
Local: Ginásio da Escola Municipal Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)
texto: Dine Estela
Fotos: Luiz Ambrosio
Assessoria de imprensa | PMQ
2665-1269/3778-7503/
Secretário; Ailton Tinho 9 6415-7091

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Texto: Dine Estela | Fotos: Luiz Ambrosio


“Festa no Céu” do grupo Cochicho na Coxia contou com várias presenças ilustres como a primeira dama de Queimados, Ana Paula, seus trigêmeos e até o prefeito Max Lemos. A secretária de saúde, Dr.ª Fátima Cristina também deu boas gargalhadas com a bicharada do grupo Cochicho na Coxia, que apresentou a peça “Festa no Céu” no 6º Festival de Teatro de Queimados nesta quinta, 18, no Teatro Municipal de Queimados. Ainda nesta quarta, também sobrou um tempinho para o público adulto se divertir com as agruras de um casamento. De forma bem humorada, a peça “Até que a tampa do vaso nos separe” fechou as apresentações do dia com chave de ouro. O Festival vai até o dia 27 de setembro com uma média de três espetáculos diários, totalizando 43 apresentações, todas gratuitas. Ingressos disponíveis na Secretaria de Cultura (Rua Hernani, 372, bairro N.ª S.ª Fátima e na Secretaria de Educação, Rua Hortência, 06, junto à Praça dos Eucaliptos.
O prefeito Max Lemos, comemora o sucesso do evento que já está sendo considerado pelos profissionais da área como um dos maiores do Estado do Rio. “Fico muito feliz em conseguir ampliar o festival a cada ano. Começamos com uma semana de espetáculos e hoje são 20 dias de peças. Cada peça sensacional e no último dia teremos o Leandro Rassun para fechar com chave de ouro nosso festival. Cultura faz bem demais para o interior das pessoas e a gente fica muito feliz com isso”, enfatizou o prefeito.

O secretário de cultura, Marcelo Lessa, lembra que mesmo as pessoas que não conseguirem ingresso devem comparecer ao teatro para encaixe, “Estamos disponibilizando lugares extras para atender o maior número possível de pessoas. Nosso teatro é igual coração de mãe. Sempre cabe mais um”, contou Lessa. Vale ressaltar que esta facilidade só vale até sexta-feira, 26/09.

Fernanda Aparecida Barbosa seguiu o conselho do secretário e se deu bem. Além dela, ainda levou mais quatro crianças e conseguiu lugar para todos. “Estou muito feliz. Cheguei uns 15 minutinhos antes e o secretário conseguiu encaixar a todos para esta peça infantil. Gostamos muito e voltaremos em todas, desta vez com nossos ingressos antecipados”, contou Fernanda que mora no bairro Fanchen.  

Programação do final de semana

Sábado - 20/09
Sábado - 20/09
Peça: Batidas e Rimas
Grafite, Dança de Rua e rima.
A intenção é mostrar para a juventude as diversas maneiras de produzir arte, seja através da dança, da rima ou através de desenhos, utilizando a arte como ponto de aproximação com o jovem. O evento importante  não só para disseminar a cultura desse seguimento, mais principalmente para oferecer para os jovens mais uma alternativa de emprego e renda.
Grupo: TMJ Produções
Classificação: livre
Horário: 15h
Local: Praça Mauro Ferrão (antiga praça da Delegacia (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sábado - 20/09
Peça: Favela
Favela conta histórias de moradores comuns de uma comunidade. A senhora aposentada que passa o dia na janela observando a vida alheia; o pastor de uma igreja preocupado que sua única filha se misture com os outros  jovens da favela; o casal que vive brigando e fazendo as passes; a mãe solteira de vários filhos; o malandro mulherengo que não se entende com a mãe evangélica  e  ,protagonizando a história,  dois jovens primos que fazem escolhas diferentes na vida um entra para faculdade de engenharia e outro para o trafico da comunidade. O grande mote do espetáculo é “A VIDA É FEITA DE ESCOLHAS”. O que você quer da vida? Quais escolhas você fez? Onde elas te levaram? Quais escolhas que você fará?
Grupo: Prama Comunicações
Classificação: livre
Horário: 20h
Local: Ginásio da Escola Municipal Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Domingo - 21/09
Peça: Deixa Clarear
O espetáculo passeia pelas varias fases da carreira e da vida de Clara Nunes com um repertório composto por grandes compositores, como: João Nogueira, Paulo Cesar Pinheiro, Paulinho da Viola, Candeia, Chico Buarque, Nelson Cavaquinho, entre outros. A música presente atua como uma extensão da cena e as letras também constituem uma dramaturgia. “Deixa Clarear” visita de forma delicada a memória da Clara Nunes e do universo musical presente em sua trajetória. O objetivo também é incentivar a juventude a valorizar a música brasileira e suas raízes genuínas.
Grupo: Clara Santhana
Classificação: livre
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Terça - 23/09
Peça: O Mestre da Imaginação
O texto nos fala da divertida história de um jovem mestre de magia que, por acordar atrasado e perder a sua aula inaugural, invade as pressas o famoso Laboratório dos Professores do Saber. E, uma vez lá, ele descobre que todos desapareceram. A partir de então ele precisa descobrir o que aconteceu com a Professora Alegria, Com a Professora Histórias das Memórias, com o Professor Tabuada e com o Professor Prudêncio, o mestre dos Mestres. Ao perceber um bilhete próximo a Janela das Respostas e encontrar a Varinha da Poder, o jovem aprendiz descobre que a Máquina de Magia do Mundo, aquela que produz as invisíveis Bolinhas de Criatividade, foi roubada. Sendo assim, ele se vê obrigado a subir no Tapete Busão Voador e recuperar o que nunca poderia ser perdido: os sonhos infantis. A sua busca é embasada pela alegria e pelo conhecimento. Uma divertida aventura de tirar o folego!
Grupo: O sopro do ator
Classificação: livre
Horário: 9h e 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)


Quarta - 24/09
Peça: S.O.S Terra
Yuri é um menino que vive no campo.
Um dia ele se depara com uma turma de destruidores da natureza, que pretende acabar com a floresta para a construção de uma fábrica de pesticidas, que poluirá todo o meio ambiente, incluindo os rios próximos.
Esta turma de extravagantes personagens inclui um caçador, um lenhador, um fiscal e um empresário.
Com a ajuda involuntária de vários animais da floresta, o menino acaba sem querer, ao menos provisoriamente, impedindo que o plano dos vilões seja levado adiante.
Convidado por seu tio, o Professor Palhares, para conhecer seu laboratório, Yuri parte para a cidade. O seu tio lhe apresenta então uma série de invenções com o objetivo de preservar o meio ambiente e conscientizar as pessoas a fazerem o mesmo. Dentre estas invenções, podemos destacar o Robô, que ensina várias coisas ao menino.
O espetáculo tenta conscientizar as pessoas de que o Planeta Terra precisa ser salvo.
E isso só é possível com a ajuda e o envolvimento de todos, através de pequenos gestos no nosso dia a dia, numa mudança de hábito coletiva em que todas às pessoas trabalhem em prol de um mundo melhor.
Grupo: Robson Colonni
Classificação: livre
Horário: 9h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quarta - 24/09
Peça: Contos e Causos da Pedra do Sal
Um Policial chamado Bispo, com serviços prestados até mesmo a Presidência da República, leva-nos a descobrir uma teia de informações que se articula a partir do espaço HISTÓRICO da Pedra do Sal, com desdobramentos na política regional, nacional e internacional,  evidenciando a importância do Protagonismo afrodescendente na história do Brasil.
Uma mistura de teatro, percussão artística e história inspirada da estética e dinâmica Griot, para contar histórias (verdadeiras e ficção), que partem da Pedra do Sal, com ponto geopolíticosocial, deixando ramificações na Baixada Fluminense que remontam essa herança do negro na história do Brasil, contribuindo para a construção e fortaleciomento da auto estima, além de resgatar fatos e lugares no Rio de Janeiro onde se cosolidou a presença da comunidade afro brasileira, no séulo XIX.
Grupo: Macedo Griôt
Classificação: 16 anos
Horário: 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quarta - 24/09
Peça: Sob o signo de Vênus
Sob o Signo de Vênus é um espetáculo teatral que culmina em diversas plataformas artísticas, cujo objetivo principal é pensar, discutir e valorizar os aspectos sociais, políticos, artísticos e filosóficos da figura feminina no mundo. O espetáculo é oriundo de uma pesquisa cênica com referências femininas do universo dramatúrgico mundial: De Antígona a Senhora Carrar. Figuras históricas como Pagu, Frida, Safo, entre outras. Poetisas e escritoras que vão de Simone de Beauvoir a Renata Pallottini. Mulheres de grande renome nacional e internacional, mas também mulheres desconhecidas, simples e aparentemente banais.
Grupo: Serragem – Investigação Cênica
Classificação: 12 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quinta - 25/09
Peça: Pingo e Gota – O amor através das águas
Pingo e Gota são perdidamente apaixonados um pelo outro, mas ás suas famílias não se dão muito bem, S.r. Hidrogênio e Sra. Oxigênio vivem em constante desentendimento,  Petrolino o Mensageiro do Reino das águas Cristalinas, tenta casar com Gota e destruir toda a água do planeta, Mas a Deusa H2O o desmascara e mostra a todos a importância da água para o ser humano.
Este espetáculo traz a mensagem de conscientização, numa didática bastante divertida.
Grupo: Fanfarra Produções
Classificação: livre
Horário: 9h e 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quinta - 25/09
Peça: Construção
A peça se passa em um local e tempo não definidos, narra o cotidiano de pessoas da classe baixa, onde a luta pela sobrevivência traz conflitos no lar. Algumas dessas pessoas conseguem um emprego em uma construtora recém chegada no local. Surge uma esperança de dias melhores. Chico, personagem central, é o Carpinteiro que vive isolado em seu “mundo” com uma garrafa de bebida e ouve vozes. Porém Chico percebe que a mais valia é muito intensa dentro desse universo de trabalho, existe no local uma ditadura imposta, e Chico, trava uma luta contra essa ditadura. Chico descobre uma fraude, na tentativa de avisar aos colegas de trabalho é tido como louco e alcoólatra; é torturado e morto.
Grupo: Cia Atores da Fábrica
Classificação: 14 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sexta - 26/09
Peça: Zu e Mulato
Zuzu e Mulato são um casal de namorados do nordeste do Brasil.
Apaixonados e entregues, o casal protagoniza um texto leve e dinâmico que através da linguagem fala de amor, interpretação, casamento, sexo e gramática.
Zu e Mulato – A Gramática do Amor nos leva ao universo imaginado dos apaixonados, trazendo o olhar romântico e desajeitado do amor calouro.
O amor e o calor das personagens Zu e Mulato, diverte e encanta em uma verdadeira comédia romântica cordelista.
Grupo: Trupequin
Classificação: 12 anos
Horário: 9 e 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sexta - 26/09
Peça: Novelas
Concentra, em 1 hora e meia de humor e música, reviravoltas e peripécias que caberiam nos 180 capítulos de uma épica telenovela brasileira.
A trama se desenvolve através de 15 temas musicais inesquecíveis de todas as décadas, cantados e tocados ao vivo.
Com um olhar divertido sobre a essência de melodrama e folhetim que há em toda novela, o musical narra a saga de uma “Helena”, jovem acusada de matar o próprio pai.
Injustiçada, foge para a Índia e volta, anos depois, para um acerto de contas
Grupo: As sadomasoquistas
Classificação: 12 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sábado - 27/09
Peça: Tremelicando
Um espetáculo de circo-teatro de rua estrelado pelos palhaços Currupita e Café Pequeno, que apresentam um roteiro de números excêntricos musicais, onde objetos comuns como bombas de bicicleta, sinos, latas, moedas, buzinas e guizos são transformados em instrumentos musicais inusitados, resgatados através de uma pesquisa sobre a vida e obra dos palhaços Treme-Treme e Corrupita. A figura tradicional do homem dos sete instrumentos, artista que toca vários instrumentos simultaneamente, é trazida ao picadeiro através dos atores.
Grupo: Oficina
Classificação: livre
Horário: 11h
Local: Entrada do condomínio do bairro Valdariosa (Local sem confirmação)

Sábado - 27/09
Peça: Lente de Aumento
Lança um olhar curioso sobre as pequenas coisas da vida que estão à nossa volta e que nunca tivemos oportunidade ou paciência para analisar. A identificação do público com as situações do dia-a-dia é a matéria prima para que Leandro Hassum cative o público e chegue ao seu produto final: Risadas!
Envolvente, carismático e com a sua reconhecida capacidade de improvisação, Leandro Hassum interage em vários momentos com a plateia convidando todos a refletir sobre como pode ser ilógico aquilo a que chamamos de cotidiano.
Lente de Aumento dura aproximadamente 45 minutos.
LENTE DE AUMENTO tem o formato de stand-up comedy, onde Leandro Hassum com uma mesa e um microfone são os ingredientes principais para levar o público ao riso.
Grupo: Leandro Hassum
Classificação: livre
Horário: 19h
Local: Ginásio da Escola Municipal Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)
texto: Dine Estela
Fotos: Luiz Ambrosio
Assessoria de imprensa | PMQ
2665-1269/3778-7503/
Secretário; Ailton Tinho 9 6415-7091