quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Queimados lança programa municipal de segurança pública com implantação da Ronda Municipal

Patrulhas motorizadas e policiais militares pagos pela prefeitura vão atuar em áreas de maior incidência criminal para coibir uso de armas, drogas e roubo de veículos

Leandro Machado - Em parceria com a Polícia Militar, a Prefeitura de Queimados, por meio da Secretaria Municipal de Segurança e Ordem Pública, lança oficialmente, nesta sexta-feira (1), o programa municipal “Queimados Mais Seguro”, que busca oferecer medidas efetivas contra a criminalidade no município. A primeira medida desenvolvida será a Ronda Municipal,  que consiste na implantação de patrulhas motorizadas em áreas com maiores incidências criminais no município. O evento acontece a partir das 10h, na Praça Nossa Senhora da Conceição, no Centro.

O programa terá inicialmente quatro viaturas, financiadas pelo Governo Municipal, devidamente caracterizadas com a logomarca do programa, da prefeitura, da Polícia Militar e o brasão da Secretaria Municipal de Segurança e Ordem Pública, além de giroflex. Serão usados três veículos da marca GOL e uma Picape Toro. Atuarão pela Ronda Municipal, os policiais vinculados ao Programa Estadual de Interação na Segurança (PROEIS). O delegado titular da 55ª DP, Dr. Julio Silva Filho e o comandante do 24º BPM tenente-coronel Maximiano Boaventura Bresciani confirmaram presença na solenidade.

O prefeito de Queimados, Carlos Vilela, falou sobre a iniciativa do governo municipal e destacou a força do poder público para retomar a segurança: “Passamos por momentos delicados e a verdade é que, mesmo a prefeitura não tendo obrigação constitucional de cuidar deste tema, nós não poderíamos cruzar os braços.  Com todo apoio da polícia militar estamos trabalhando para que a população volte a ter tranquilidade em nossa cidade. Reformamos viaturas, cabinas, prédio para implantação de companhia destacada, asfaltamos os principais acessos às comunidades, entre outras ações. Já estamos vendo resultados positivos”, destacou.

A Ronda Municipal funcionará das 6h às 22h, diariamente, incluindo domingos e feriados e atuará no Centro e em bairros de maiores incidências criminais apontadas pelo ISP (Índice de Segurança Pública). Os policiais realizarão pontos bases e patrulhamento como praças, logradouros públicos, pontes, viadutos e prédios públicos municipais como escolas, creches e abrigos.

Ronda pode ser ampliada

De acordo com o Secretário de Segurança e Ordem Pública, Elias José, a Ronda terá inicialmente 16 policiais militares, que serão divididos em dois turnos, mas poderá ser ampliada em breve. “A prefeitura vai arcar com o custo desses PMs que vão prestar serviço ao município no dia que estariam de folga.  A diária será de R$ 150 por oito horas trabalhadas e mais auxílio transporte e de alimentação. Nossa expectativa é aumentar a sensação de segurança e, com isso, conseguir através de parcerias com o comércio e a indústria aumentar o número de policiais e viaturas. Vale ressaltar que não faremos abordagens de trânsito, nosso foco serão armas, drogas, roubos e furtos de veículos”, destacou.

Equipe da Secretaria de Segurança e Ordem Pública
reunida com o prefeito Vilela e o vice Machado Laz
O lançamento oficial do programa “Queimados Mais Seguro” acontece nesta sexta-feira, mas a parceria da Prefeitura com a Polícia Militar já tem rendido bons resultados para Queimados. Além do PROEIS, onde os policiais recebem do município em seus dias de folga para trabalhar, o 24º BPM (Queimados) já recebeu o reforço de 32 agentes – tem a promessa de mais 68 – , a polícia inaugurou na última semana a primeira Companhia Destacada do 24º BPM no bairro da Pedreira, reativou a cabina da entrada da cidade e vai construir uma no bairro São Roque, bairro com maior densidade populacional da cidade. Além disso, a prefeitura tem auxiliado a PM com reforma de viaturas e o reparo na iluminação pública quando acionada.

SERVIÇO:

Assunto: Lançamento do Programa Queimados Mais Seguro com implantação da Ronda Municipal
Data: 01/12/2017 - Sexta-Feira
Horário: 10h
Local: Praça Nossa Senhora da Conceição - Centro (Ao lado da estação ferroviária)

Queimados tem dois dias de Festival de Música infantil

Projeto pedagógico desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação utiliza melodias e canções como facilitadoras da aprendizagem

Foto: Thiago Loureiro
Dine Estela- Aprender com música é muito mais fácil e divertido. Essa é uma lógica muito comum e que tem sido utilizada por várias instituições públicas e privadas do país e não poderia ser diferente em Queimados. O projeto “Música com ludicidade”, desenvolvido ao longo do ano pela coordenação de Educação Infantil da Secretaria Municipal de Educação, está sendo apresentado à comunidade escolar, através de um grande Festival de Música, que terá sua culminância nesta sexta-feira (31), no Teatro Metodista. 
Foto: Thiago Loureiro
Nesta quinta-feira, passaram pelo teatro as escolas municipais:  Monteiro Lobato, Oscar Weinschenck, Diva Teixeira, Cledon Cavalcante, José Bittencourt, Tiradentes, Ubirajara, Leopoldo Machado, Manoel Brandão, Luiz de Camões, Gilvanei P. Da Fonseca. Nesta sexta, será a vez das escolas municipais: Metodista, Carlos P. Neto, Allan Kardec, Ana Maria Perobelli, Joaquim de Freitas, Paulo Freire, Creche Gil do Glória, Nelson Carneiro, São José, Pastor Arsênio e Scintilla Excel.  

Segundo a Coordenadora da Educação infantil da secretaria, Aline  Cunha, o projeto é desenvolvido durante todo ano em todas as escolas e este ano o festival foi aberto para a participação dos pais. “Como temos muitas escolas, não sobra muito espaço para todos, mas este ano os pais fizeram questão de participar e achamos importante que acompanhem os trabalhos de seus filhos", destacou. 

Pais relatam melhor desempenho dos filhos

Foto: Thiago Loureiro
 Josiane Bernardes Ribeiro, 35, mãe de Clarisse Bernardes Ribeiro, 7, aluna da Escola Municipal Leopoldo Machado disse que o projeto está de nota 10,  porque ajudou muito a diminuir a timidez da filha. “Ótima iniciativa porque ela  aprende muito com a música e ajuda a socializar. Ela ficou mais desenvolta e hoje até pede para participar das atividades”, destacou.   

Foto: Thiago Loureiro
Já Arilson de Oliveira, pai de Yasmin Barbosa de Oliveira, 5, da Escola Municipal Ubirajara comemora sua alfabetização mais acelerada depois do projeto. “Ela já escreve nossos nomes e canta músicas inteiras. É um contato cultural muito importante no aprendizado das crianças. Estamos muito felizes”, contou ao lado da esposa Juciara Barbosa Feitosa e o  filho caçula Yan Oliveira,  de 3 anos. 

Escola Municipal realiza 'Festa da Família' em Queimados

 Confraternização contou com exposição de trabalhos e orientação sobre alimentação saudável

Foto: Thiago Loureiro
Foto: Thiago Loureiro
Marina Mendes - Família vai muito além do tradicional mãe, pai e filhos. É com esse intuito que nesta quinta-feira (30), a Escola Municipal Professora Maria Corágio Pereira Xanchão, localizada no bairro Jardim da Fonte, realizou a “Festa da Família”, uma data especialmente reservada para receber os parentes dos alunos na escola, uma espécie de segunda casa. Sem festa especialmente para mães ou pais durante o ano letivo, o evento foi feito para celebrar todos os tipos de família, com mostra de trabalhos, orientação sobre alimentação saudável e até aula de Zumba para animar os convidados.


Todos os tipos de familiares estiveram presentes. Com a nova configuração familiar, que entende que família é onde se tem afeto, a escola percebeu a necessidade de adaptar essas datas para atender a todas as crianças em suas mais variadas situações pessoais. Como um grande momento aguardado, a festa segue a mesma dinâmica da festa tradicional.



A diretora da escola, Ellen Alves, conta que a festa já acontece há 3 anos e que foi o maior sucesso entre as crianças. "A festa é pra quem essa criança vive. Não importa se é pai, mãe, avó ou primo. Quando tinha dia só para mães ou só para os pais, sempre tinha alguém que saia chorando, cada um com seu motivo. Então essa foi a melhor escolha", declarou.

Foto: Thiago Loureiro

Viviane Fernandes, moradora do Bairro Jardim da Fonte, foi uma das mães presentes na festa. Pela primeira vez em uma festa de escola da filha Eduarda, de 7 anos, ela aprovou totalmente a ideia da festa. "Eu nunca tinha participado de uma festa, e logo a primeira que posso vir é esse sucesso todo. Eu estou gostando muito, principalmente por ter essa questão familiar envolvida, vejo como isso é importante para a minha filha e para todas as outras crianças", disse.



Destaque para a alimentação saudável

E já que a festa é com a família, nada como alertar os pais sobre os cuidados necessários com a alimentação dos filhos.  Nadja Reis, nutricionista da Secretaria Municipal de Educação, estava presente e foi alertar principalmente sobre os temperos industrializados. Com o Guia Alimentar Para População Brasileira em mãos, a nutricionista explicou que o consumo excessivo desse tipo de alimento causa diversas doenças como hipertensão arterial, diabetes tipo 2, dislipidemias e doenças coronarianas, devido ao alto nível de sódio.

Foto: Thiago Loureiro
"O Guia Alimentar tem como base incentivar o consumo de alimentos in natura e diminuir o número de produtos ultraprocessados. Tivemos a ideia de trazer um sal de ervas natural para os pais, com a receita já na embalagem, algo simples e que pode ser facilmente adotado. Precisamos estimular isso na população", declarou.

O Secretário Municipal de Educação, Lenine Lemos, foi um dos maiores incentivadores do projeto e explica que isso é um dos papeis da escola. '''A Escola além de cumprir seu papel principal, que é ensinar, também vem envolvendo a comunidade em uma campanha de alimentação saudável", concluiu.

Documentário "Queimados: Vozes da Emancipação" é lançado em noite de emoção e nostalgia

Obra traz momentos marcantes do processo de independência político-administrativa do município e será reproduzida nas escolas da rede pública de ensino

Personagens do documentário ganharam exemplares
Jéssica Moreira - Uma noite de muita emoção que vai ficar marcada na memória de Queimados. Assim foi o lançamento do documentário “Queimados: Vozes da Emancipação” nesta quarta-feira (29), em cerimônia realizada na Secretaria Municipal de Educação como parte da programação de comemoração pelos 27 anos da cidade.

O vídeo foi produzido pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Comunicação, e conta a história da emancipação político-administrativa do município, que até 1990 era apenas um distrito de Nova Iguaçu. O objetivo da gestão é utilizar o material nas aulas de história da rede municipal de ensino já no próximo ano letivo, além de disponibilizar o material nos canais oficiais da prefeitura na internet.

Estiveram no evento autoridades como o prefeito Carlos Vilela – um dos líderes do movimento emancipacionista – acompanhado da primeira-dama Lúcia Vilela e do vice-prefeito Machado Laz, além de vereadores, secretários municipais e os entrevistados para a confecção da obra.

Emocionada, Vania Lima relembra o pai José Methódio
Durante a exibição dos 25 minutos de vídeo, lágrimas, sorrisos e nostalgia pelas memórias da vitória conquistada em 25 de novembro de 1990, quando 35.120 pessoas votaram SIM pela emancipação. Além de participantes do movimento responsável pela conquista, foram ouvidos historiadores, líderes religiosos que apoiaram a causa e familiares dos membros já falecidos do grupo.

Para Vania Maria Lima, filha do emancipador já falecido José Methódio, a sensação de orgulho pelos feitos do pai foi plenamente traduzida pela produção jornalística que é a primeira a abordar o assunto na história da cidade.

“É uma emoção muito grande poder contribuir para que o legado de homens como o meu pai, que deram a alma, a saúde e todos os recursos financeiros que podia para ver Queimados livre, não se perca com o tempo. Chorei ao ver esse trabalho e agradeço a todos os envolvidos na produção, Ficou maravilhoso”, afirmou a advogada, que assim como todos os emancipadores, foi presenteada com um exemplar do vídeo.

Produtora Rafaela Diniz, idealizador do projeto e Subsec. de
Comunicação Felipe Carvalho e jornalista responsável, Jéssica Moreira
De acordo com o Subsecretário de Comunicação Social, Felipe Carvalho, idealizador do documentário, o objetivo é eternizar um dos momentos mais importantes na história de Queimados. “É uma forma de lembrar esses guerreiros que foram fundamentais para que Queimados hoje fosse uma cidade independente. Se hoje temos mais autonomia, investimentos, empregos, desenvolvimento e, principalmente, dignidade é graças a eles. Nada foi em vão!’, ressalta Carvalho.

Os locais escolhidos para a produção do vídeo seguiram os rastros dos encontros, reuniões e cerimônias oficiais que marcaram a trajetória do movimento, dos quais se destacam o salão azul da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, a sede do Queimados Futebol Clube e o Distrito Industrial.

Imagens: Igor Lima/ SEMCOM - PMQ
Ao discursar, o Prefeito Carlos Vilela citou e agradeceu nominalmente dezenas de colegas que participaram do movimento e reafirmou a importância de preservar a memória da cidade. “São muitos os que ajudaram a tornar Queimados livre. Lutamos demais, tivemos poucos recursos e hoje podemos entregar esse trabalho lindo feito pela nossa Comunicação e que eterniza essa luta. Agradeço aos presentes e homenageio aos que partiram, como nosso querido José Methódio, o Luiz Gonzaga, o Roberto Costa e tantos outros que deixaram seu legado aqui”, concluiu emocionado.

Idosos participam de aulão de Zumba em Queimados

Repertório com músicas variadas e pra lá de animadas embalou a galera da Terceira Idade que mostrou que está com a forma em dia e disposição de sobra

Foto: Thiago Loureiro
Aline Lopes- Uma manhã saudável para os idosos cadastrados no Centro de Esportes e Lazer da Terceira Idade, em Queimados. Nesta quinta-feira (30), a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Terceira Idade, organizou um aulão de zumba com um café da manhã repleto de sucos, frutas e bolos para a galera da Melhor Idade. Desta vez, eles contaram com a presença do Vereador Professor Luiz Carlos Monteiro e a colaboração do Professor de Educação Física, Márcio Silva, que trouxe um repertório de músicas pra lá de animadas. 

Foto: Thiago Loureiro
Ao todo, 80 idosos participaram do aulão e provaram que praticar atividades físicas e manter uma alimentação saudável não é restrito aos jovens. De acordo com o Secretário Municipal da Terceira Idade, Professor Carlos Albino, a galera da Melhor Idade tem disposição de sobra para fazer qualquer atividade. “Eles adoram fazer os exercícios, só na musculação atendemos mais de 120 alunos por dia. O legal é que eles também trazem ideias de eventos para fazermos para eles”, declarou.

Foto: Thiago Loureiro
O Professor de Educação Física, Márcio, frisou que 70% dos seus alunos, na academia em que dá aula, são idosos “É bom ver eles se dedicando em ter uma vida saudável. Perdi meu pai há três meses e ele não praticava nenhuma atividade, acredito que se ele tivesse se empenhado nisso, seu tempo de vida seria maior, por isso ressalto sempre a importância de todos fazerem exercícios físicos”, concluiu.
Foto: Thiago Loureiro
Para a moradora do Belmonte, Marizete dos Santos, de 70 anos, as atividades ajudam a distrair a mente e a melhorar a qualidade de vida. “Comecei a me sentir bem mais disposta depois que comecei a fazer os exercícios físicos, perdi meu filho e meu marido há pouco tempo e graças a esse espaço eu não entrei em depressão, pois eu me divirto muito aqui, amo dançar, fazer pilates e pintura”, declarou.

O CELTI oferece para pessoas acima de 55 anos, um espaço repleto de atividades como hidroginástica, musculação, pilates, dança de salão, dança mix e outros. Para participar basta ir até o local, na Av. Maracanã, s/n, Vila Pacaembu, de segunda à sexta-feira. Das 08h às 17h, com identidade, comprovante de residência, tipo sanguíneo, duas fotos 3x4 e atestado médico. Outras informações (21)2665-6526.

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Câmara Municipal de Queimados apresenta nova sede durante sessão solene pelos 27 anos de emancipação

Vereadores homenagearam com títulos, medalhas e moções de aplausos 50 pessoas que prestaram um bom serviço à cidade

Marina Mendes - Uma noite repleta de homenagens e lembranças. Foi assim a apresentação oficial da nova sede da Câmara de Vereadores do município de Queimados, realizada durante sessão solene pelos 27 anos de emancipação de Queimados. Para uma comemoração tão importante, nada mais justo que homenagear pessoas que fizeram parte deste ato histórico e continuam contribuindo de alguma forma para o desenvolvimento da cidade. Ao todo, foram 50 condecorações, entre medalhas, títulos e moções de aplausos.

Participaram da solenidade, o prefeito Carlos Vilela, o vice-prefeito Machado Laz, os membros da mesa executiva, composta pelo presidente Milton Campos, o vice Antônio Chrispe, o Tuninho Vira Virou e a secretária Fátima Sanches, além dos demais vereadores: Cinei, Wilsinho de Três Fontes, Júlio do Inconfidência, Rafael Foquinha, Deca Bahia, Monteiro, Taruga, Paulo Barata, Marquinho Pacotão, Paulinho Tudo a Ver, Maurício do Vila, Elerson e João Pedro Lemos e os convidados os ex-vereadores Carlos Albino, Ismael Lopes e Max Lemos, também ex-prefeito e atual Secretário Municipal de Governo.

O Prefeito Carlos Vilela, um dos emancipadores da cidade, compôs a mesa da sessão solene aproveitou o momento do seu discurso para mostrar com números o quanto foi bom o processo de emancipação, e ainda, mostrar como a cidade evoluiu nos últimos anos. “Um povo sem memória é um povo sem história, não podemos deixar de nos lembrar de quem lutou e continua lutando pela nossa cidade. Éramos um quintal abandonado de Nova Iguaçu e hoje somos a cidade que mais cresce na Baixada. Temos um legislativo comprometido com o avanço do nosso município, por isso, conseguimos aprovar com muita agilidade projetos  que são fundamentais”, destacou o prefeito que tem o apoio dos 17 vereadores da casa.

Cada vereador pode conceder durante o ano dois títulos de cidadão queimadense – criado para premiar aqueles que apesar de não serem moradores, prestaram serviços relevantes à cidade –. Um dos homenageados foi o secretário de Estado de Saúde, Doutor Luiz Antônio Teixeira Júnior que aproveitou a ocasião para dar uma boa notícia para os moradores. “O estado será parceiro para a implantação da maternidade pública na cidade. Já começamos a repassar recursos para a execução da obra”, ressaltou.

Já a concessão das medalhas professor Darcy Ribeiro (maior honraria da casa) e Leonel de Moura Brizola se restringem a cinco por ano e o número é ilimitado para moções de aplausos. O ex-prefeito Max Lemos também foi homenageado na noite. “É sempre uma emoção muito grande retornar à Câmara de Vereadores, onde tive o orgulho de ser presidente por quatro anos. Foi um tempo extraordinário, de muito aprendizado. Não dá pra falar da transformação que a cidade viveu nos últimos anos, sem deixar de lembrar desses bravos guerreiros que lutaram pela nossa emancipação. . Reafirmo o meu compromisso de continuar lutando por nossa cidade.

A comemoração pelos 27 anos de emancipação de Queimados se estende até o próximo sábado (2) e ainda inclui, a inauguração de uma clínica da família, a reinauguração de uma escola e o lançamento de um programa municipal de segurança pública. 

“Dossiê Mulher” é apresentado em Queimados

Documento reúne números e estatísticas dos crimes cometidos contra mulheres durante o ano de 2016

Foto:  Rafaela Diniz/Divulogação PMQ
Rafaela Diniz - A Prefeitura de Queimados, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Promoção da Cidadania, em parceria com o Instituto de Segurança Pública, apresentou na tarde desta terça-feira (28), o “Dossiê Mulher”, que chegou à sua décima segunda edição e tem como objetivo contribuir para um diagnóstico dos principais crimes relacionados à violência contra a mulher no estado do Rio de Janeiro.

A publicação do documento deve contribuir para a elaboração de políticas públicas voltadas às mulheres por meio da organização, análise e divulgação de informações que colaborem para a visibilidade e entendimento do fenômeno da violência contra a mulher no estado.

Para o Secretário Municipal de Direitos Humanos e Promoção da Cidadania, Professor Carlos Albino, a iniciativa é uma peça importante na proteção das cidadãs fluminenses.
Foto:  Rafaela Diniz/Divulogação PMQ

“Esses dados são importantíssimos para nortear as políticas públicas de prevenção à violência contra a mulher. Nos casos de tentativa de estupro, por exemplo, tivemos uma redução de 20%, comparado com o ano anterior. Isso nos mostra que na parte da iluminação pública e policiamento, por exemplo, estamos fazendo um bom trabalho”, explicou.

A violência física também trouxe destaques importantes nesta versão do estudo: Foram acrescidas de forma permanente as informações sobre feminicídios e tentativas de feminicídio, conforme o definido na Lei nº 13.104/15 de setembro de 2015.

Essa legislação incluiu o feminicídio como qualificador e causa de aumento de pena nos homicídios perpetrados contra mulheres por razões da condição do sexo feminino, envolvendo violência doméstica e familiar e menosprezo ou discriminação à condição de mulher.

Foto:  Rafaela Diniz/Divulogação PMQ
Foram registradas cerca de 28 mil denúncias de violência doméstica no município em 2016. A maioria dos casos se enquadra em crime de ameaça, com 586 registros. Já o feminicídio obteve apenas um registro. Vale ressaltar que todos os dados de pesquisa são obtidos via registro, mas infelizmente a maioria das vítimas não procura uma delegacia para prestação de queixa.

Segundo Flávia Vastano, Pesquisadora do Instituto de Segurança Pública e uma das organizadoras do Dossiê Mulher, melhorar as notificações é um dos maiores desafios no combate a este tipo de violência.

“Mesmo com todo o trabalho da rede de atendimento, existem muitas mulheres que ainda têm medo de denunciar seu agressor e isso dificulta a coleta dos dados. Na maioria das vezes, essas mulheres não aparecem nas estatísticas. Por isso é importante uma política pública para as mulheres eficaz e atuante nos municípios”, concluiu.






Prefeitura de Queimados encerra Novembro Azul com quase 500 atendimentos de urologia

Atividades de prevenção ao câncer de próstata foram destaque na rede municipal de saúde no último mês

Foto: Thiago Loureiro
Aline Lopes- Após um mês repleto de palestras de conscientização e prevenção contra o câncer de próstata, a Prefeitura de Queimados, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, encerrou nesta quarta-feira (29) as atividades do Novembro Azul, no Centro Médico da Pedreira, com a realização de 448 exames de sangue feitos para auxiliar na detecção da disfunção do hormônio prostático (antígeno prostático específico - PSA).

Foto: Thiago Loureiro
Mas, mesmo com a chegada de dezembro, a Secretária Municipal de Saúde, Drª Lívia Guedes, ressalta que todas as unidades básicas de saúde continuarão prestando os serviços de saúde do homem “O mês de novembro foi só para enfatizar a importância do cuidado com a saúde, de se prevenir, mas as atividades irão acontecer durante todo o ano”, declarou a gestora.

As atividades desenvolvidas nas últimas semanas tiveram como foco a saúde preventiva, pois quando o câncer de próstata é identificado precocemente há maior chance de cura, caso contrário o risco de sobrevida do paciente é muito menor.

Foto: Thiago Loureiro
Foto: Thiago Loureiro
De acordo com o Coordenador do Setor Técnico da Saúde do Homem, Douglas Peçanha, o município oferece diversos serviços para o bem-estar do homem. “Temos urologistas, ultrassonografia de próstata e o exame de sangue para detectar a difusão de hormônio, caso algum paciente queira, basta procurar uma unidade básica de saúde para pegar o encaminhamento médico”, disse.

Fernando da Silva, de 54 anos, começou a cuidar mais da saúde após sofrer um derrame. “Antes eu nem ligava para médico, agora eu faço o acompanhamento sempre, só com o urologista eu estou há 20 anos, para prevenir o câncer e qualquer outra doença”, concluiu o morador do Centro, que é um dos 400 pacientes da especialidade atendidos todo mês no Centro Médico da Pedreira.


Para o urologista da unidade, Erich Curi, é satisfatório ver os homens se preocupando com a saúde “As pessoas estão mais evoluídas e com a mente mais aberta, porém ainda existe o preconceito. A procura pelo cuidado com a saúde está cada vez maior e isso ajuda bastante na prevenção do câncer”, concluiu.

Prefeitura de Queimados realiza Sarau da Juventude no próximo sábado

Jovens de diferentes vertentes artísticas terão a oportunidade de mostrarem seus trabalhos e ainda expressarem ideias e sentimentos por meio da arte

Shyrlene Maria, Layla Santos e San Diego serão atrações no Sarau
Foto: Marina Mendes
Marina Mendes - Apresentações musicais, exposição de quadros, lançamento de livros de poesia e leitura dramatizada, tudo no mesmo espaço e o melhor, totalmente de graça. A Prefeitura de Queimados realizará, no próximo sábado (2), a partir das 17h, a primeira edição do “Sarau da Juventude”, evento que abrirá es
paço para os jovens da cidade expressarem suas ideias, razões e sentimentos por meio da arte. A atividade acontecerá no Teatro Delcy de Souza, anexo ao Centro de Esportes Unificados (CEU) Planeta Futuro (Rua Macaé, 430 - São Roque).


Queimados Tem Seu Charme


Os saraus são conhecidos, geralmente, como encontros de finalidade literária. Já o Sarau da Juventude de Queimados, será marcado pela diversidade artística. Serão diferentes tipos de arte: música, pintura, leitura, poesia e dança. O evento contará ainda com uma mesa literária, em que os participantes poderão trocar livros entre si. As atrações ficam por conta dos grupos ‘Queimados tem seu charme’, ‘Movimento’, os poetas Carlos Orfeu e Marlos Degani, a pintora Shyrlene Maria e os cantores San Diego e Layla Santos.

A intenção de reunir essa juventude é valorizar não só a arte como um todo, mas também o que os jovens do município têm produzido. "O sarau é uma forma de abraçar os artistas. É mostrar para eles que existe espaço dentro da cidade para a arte. Entendemos que essa é a melhor maneira de expor o que tem de bonito e artístico no município”, afirmou o Coordenador Municipal de Assuntos para a Juventude, Felipp Castelano.


Já o prefeito Carlo Vilela ressalta a importância de criar alternativas que beneficiem os jovens  e que opções como o Sarau da Juventude servem para ampliar as oportunidades de vitrine para os talentos locais. “Isso faz com que cada vez mais a juventude participe e se identifique com o CEU Planeta Futu

ro, um espaço que tem cultura, lazer, acesso à informação e acima de tudo um espaço de encontro e debate de ideias”, ressaltou.


A primeira vez a gente nunca esquece

E se a data será importante para os organizadores, o evento  terá um sentido todo especial e maior ainda para Shyrlene Maria, de 31 anos. Estudante de Belas Artes na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFFRJ), Shyrlene já trabalha como professora de Educação Artística em uma escola pública em Seropédica, mas nunca teve a oportunidade de expor seus trabalhos. “Eu já participei de alguns saraus de poesia, mas nunca expondo o que eu produzo. Nesse sarau, vou apresentar o que eu produzi pela faculdade, então terá de tudo um pouco, desde pinturas até gravuras”, disse.

Como expectativa, ela afirma que o esperado é que a cidade tenha cada vez mais espaço para esse tipo de evento. “Estou aqui para começar um movimento. É necessário que as pessoas daqui vejam que existe música, pintura, poesia, e que qualquer um pode fazer. Gostaria muito que outros artistas locais  e interessados na cultura viessem para o evento”, declarou.

Foto: Marina Mendes

E assim como a pintora Shyrlene, a jovem Layla Santos, de 18 anos, descobriu seu dom na infância. Moradora na divisa entre Austin e Queimados, o canto, surgiu na sua vida com cinco anos, mas foi há um ano que começaram suas apresentações em público.

Para a cantora, que também não se apresentou ainda em um sarau, o evento é uma forma de chamar atenção para a arte, sobretudo feita na Baixada Fluminense. ‘O Sarau é uma oportunidade de valorizar quem é da Baixada, pois ainda existe um preconceito que eu não sei explicar. É um modo não só de trazer os jovens pra arte e cultura, mas também uma chance pra quem não tem experiência. É sempre bom para a juventude”, concluiu.




terça-feira, 28 de novembro de 2017

Queimados realiza pesquisa sobre hábitos culturais dos moradores

Levantamento em parceria com o IFRJ identificou os maiores interesses da população na área da cultura

Dine Estela: Visando otimizar os investimentos públicos e saber o real interesse cultural da população, a prefeitura de Queimados, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, realizou, em parceria com o curso de produção cultural do IFRJ (Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro), campus Nilópolis, uma intensa pesquisa para identificar também os hábitos culturais dos queimadenses. O levantamento foi realizado em 15 bairros, além de praças e escolas públicas e particulares do município,  entre de março e outubro deste ano.

Na pesquisa foram ouvidas cerca de 600 pessoas, de 16 a 55 anos. O levantamento foi coordenado pelo subsecretário adjunto de Cultura e Turismo, Leandro Santanna, que destacou a importância de conhecer a necessidade da população: “Não há como pensar política pública sem dados. Para saber quanto será gasto, temos que pesquisar. O objetivo da pesquisa de indicadores culturais é inserir as questões da vida cultural dos moradores no centro de uma discussão que não é nova e que está muito longe de terminar”, destacou.

O Projeto/Pesquisa é um marco na história da cidade de Queimados, visto que se trata do primeiro levantamento estatístico sobre os hábitos de consumo cultural e de lazer realizado pela Secretaria de Cultura e Turismo. O secretário de Cultura e Turismo Marcelo Lessa, destacou os resultados da pesquisa para programar os eventos culturais: “Temos um calendário cultural anual na cidade, mas ter uma pesquisa deste nível norteará o governo sobre as novas ações, agradando o maior número de pessoas, possível”, destacou.

A pesquisa é de caráter quantiqualitativo e se embasa no estudo bibliográfico e na coleta de entrevistas estruturadas com 22 questões distribuídas em perguntas objetivas e discursivas, aplicadas em campo de fluxo populacional com a finalidade de realizar o levantamento dos hábitos e/ou práticas culturais e de lazer que são de interesse dos moradores da cidade de Queimados.

Durante o período de coleta de entrevistas, foram realizadas 646 entrevistas sendo considerados as pesquisas completamente respondidas pelos entrevistados. Desse amostral foram considerados para a tabulação os dados 540 questionários.

Maiores interesses da população queimadense

Entre as atividades de maior interesse, 346 dos entrevistados disseram que preferem ouvir música, seja sozinho ou acompanhado de uma grande plateia. Assistir filmes ou séries de TV, DVD ou internet ficou em segundo lugar com 335 votos. Outras 298 pessoas responderam que gostam de ir a parques e praças públicas, academias e Vilas Olímpicas. Aliás, este é o local mais procurado pelos entrevistados da pesquisa. Outros dados importantes mostram que 287 responderam que gostam de ir a shows de música, apresentações ou festivais, 265 gostam de shopping ou outro lazer e 248 preferem festas populares típicas ou religiosas.

Já as festas populares e típicas ganharam destaque no gosto popular. Das 292 pessoas pesquisadas, apenas 44 pessoas disseram não gostar deste tipo de evento. A maioria também revelou gostar de shows de música e festivais com 263 respostas positivas do total de 277.

Segundo o presidente do Conselho de Cultura de Queimados, Fabrícius Caravana que participou da apresentação da pesquisa na manhã desta terça, 28, no teatro Delcy de Souza, na Praça CEU - Planeta Futuro, a pesquisa é reveladora e um marco para a cultura local. “Penso que de hoje em diante, não tem mais como a população reclamar que as atividades culturais promovidas pelo poder público não são de interesse geral, afinal essa pesquisa é norteadora e embasada em institutos sérios”, enfatizou.

Projeto Luz, Ciência e Vida encanta alunos de escola pública em Queimados


Ação do Instituto Federal do Rio de Janeiro levou conhecimento de fenômenos físicos e químicos aos alunos da Escola Municipal Diva Teixeira

Adicionar legenda
Dine Estela: Observar um inseto em tamanho minúsculo de forma tridimensional e o contato com módulos científicos e fenômenos físicos e químicos foi o ponto alto da visita do projeto “Luz, ciência e vida”, desenvolvido pelo IFRJ (Instituto Federal do Rio de Janeiro). A ação foi apresentada  na manhã desta terça, 28, aos alunos do 1° ao 5° ano da Escola Municipal Diva Teixeira, no bairro Pedreira, em Queimados, na Baixada Fluminense.


O projeto itinerante também tem o objetivo de aproximar a ciência do cotidiano dos alunos como contou um dos mediadores, licenciando em química, Victor Emanuel: “ Temos o objetivo de levar a luz como tema principal, como a origem da sua fonte de calor ou energia elétrica e sua importância para a vida na Terra, entre outros temas”, disse.

Já o módulo “Física Divertida e Lógica Matemática”, apresenta projetos que desafiam as matérias e estimulam o raciocínio de forma lúdica e divertida. Segundo a orientadora educacional Juliana Carvalho, já é a terceira visita do projeto na escola somente este ano: “Este é um projeto muito requisitado e de suma importância para o aprendizado das crianças porque elas aprendem se divertindo e levando conhecimento para o cotidiano”, contou.

Saber qual a lâmpada gasta menos energia e ilumina o ambiente da mesma forma, foi algo muito divertido para a aluna Yasmim Correia Nascimento, de sete anos, aluna do 1º ano: “Aprendi bastante hoje. Eu não sabia que minha mãe usava as de led porque gastavam menos energia. Tenho várias em casa”, observou.

O módulo de ilusão de ótica também foi outro ponto alto do projeto onde as crianças ficaram encantadas com  a imagem real de um porquinho por conta do efeito dos espelhos, contou animada, Lorena Loane Fontes, 7. “Achei que iria tocar nele e ele estava em outro lugar. Achei muito legal isso”, contou empolgada a menina do 1º ano.

O agendamento para itinerância poderá ser realizado por meio do formulário de agendamento de itinerâncias, disponível através do link:http://ifrj.edu.br/node/4299. Para maiores informações, entre em contato pelo telefone (21) 2797-2513 ou pelo e-mail aeci.cmesq@ifrj.edu.br